A ideia de uma crise de meia-idade é tão comum e generalizada que é frequentemente utilizada como enredo para programas de televisão e filmes. 

 

Provavelmente não é preciso pensar muito para lembrar um episódio sobre um homem de meia-idade que compra um carro esportivo vermelho por capricho. Ou ainda lembrar de uma piada num filme que culpa a traição de um personagem por uma crise de meia-idade.

 

É provável que também já tenha visto casos na vida real, ou pelo menos já tenha ouvido falar, quando um colega de trabalho se divorcia ou um parente se demite subitamente do seu emprego, outros procuram um nariz perfeito sem corte e cirurgia.

 

Felizmente, a meia-idade não tem de ser de todo uma crise. É uma época fantástica para fazer mudanças positivas na sua vida. Por isso, em vez de comprar um carro esportivo por capricho, tente seguir as nossas dicas para tirar o máximo da meia-idade.

Gaste um tempo com si próprio

É comum as pessoas de meia-idade reclamarem de esgotamento.

 

Principalmente por se sentir sobrecarregado de trabalho, por sentir-se estressado ao cuidar dos seus filhos ou de um pai idoso, por fazer malabarismos com a suas relações amorosas ou por estar com dificuldades financeiras. Não importa o que esteja lidando no momento, pode ser difícil parar e respirar. 

 

Os especialistas em saúde mental concordam que focar em si próprio é incrivelmente importante. Tirar tempo para se perguntar o que quer e o que está sentindo pode ser o primeiro passo para saber se precisa fazer alguma mudança.

 

Portanto, antes de fazer qualquer outra coisa, leve algum tempo pensando em como as coisas têm corrido nos últimos anos. É a melhor maneira de começar a aproveitar a sua meia-idade.

Tome nota das mudanças na sua vida

A meia-idade pode trazer mudanças. Físicas, como acontece no aparelho sexual, podendo trazer falta de desejo sexual. Ou mudanças emocionais. Muitas vezes, estas mudanças acontecem rapidamente, sem um período de ajustamento ou tempo para processar.

 

Muitos profissionais de saúde mental concordam que uma das melhores coisas que se pode fazer é reservar um tempo para reconhecer essas mudanças. É uma boa ideia estar consciente das mudanças. 

Aprender algo novo

Há múltiplos benefícios na aprendizagem de algo novo. Pode manter a sua mente ativa, dar algo com que se entusiasmar e dar um incrível sentimento de orgulho e realização. É por isso que é tão altamente recomendado por profissionais de saúde mental para pessoas de meia-idade. É também uma ótima forma de fazer uma pausa e de ter um pouco de tempo para si.

 

Pode aprender uma gama surpreendente de coisas a partir do conforto da sua casa. Pode aprender a falar uma nova língua. Pode fazer cursos inteiros de universidades sobre praticamente qualquer assunto que possa imaginar. Alguns programas de cursos online permitem até ganhar créditos ou certificados.

 

Se preferir sair de casa, a sua faculdade local é um ótimo lugar para começar. A maioria das faculdades oferece um quadro completo de cursos apenas para estudantes adultos que gostariam de adquirir uma nova competência.

Reconectar-se com amigos e familiares

Terapeutas têm sugerido fortemente que as ligações sociais são importantes para a saúde mental. Pode fazer uma enorme diferença na sua vida ter pessoas com quem possa partilhar bons momentos e celebrações. Pessoas com quem possa ter uma boa conversa, e pessoas com quem possa contar como apoio durante tempos difíceis.

 

Também é comum sentir-se isolado, especialmente no meio da vida.

 

Não é necessário planejar uma festa ou um evento importante para restabelecer a ligação. É melhor começar com um simples olá, quer isso seja enviar uma mensagem de texto à sua irmã, uma mensagem do Facebook a um amigo local, ou um e-mail a um amigo que não vê há anos.

Arranje tempo para a sua vida amorosa

Infelizmente, as dificuldades matrimoniais estão muitas vezes associadas à meia-idade. O divórcio, ou simplesmente um esfriamento dos sentimentos românticos e sexuais, são geralmente relatados aos terapeutas.

 

Evidentemente, isso não significa que o declínio das relações seja uma parte inevitável da meia-idade. Os terapeutas recomendam que se leve algum tempo para pensar no que se quer de si próprio, da sua vida e do seu parceiro. Pode ser um grande momento para encontrar novas formas de celebrar um ao outro.

 

Acções, tais como planejar umas férias românticas, sair em noites de encontros, ou ter o cuidado de se apreciarem mais um ao outro, podem ir em direção a uma vida amorosa feliz de meia-idade.

 

Isso não significa que tenha de estar casado para se concentrar na sua vida amorosa. A meia-idade pode ser uma boa época para se concentrar no que se quer de qualquer relação futura, ou para decidir se está interessado em ter uma relação. Se os problemas na vida amorosa estiverem relacionados a alguma disfunção sexual, procure o médico urologista ou ginecologista.

Criar um hábito saudável

Pequenas mudanças podem te fazer ir muito longe. A meia-idade é um momento ideal para iniciar um novo hábito saudável.

 

Não é necessário renovar todo o seu estilo de vida – pode escolher uma pequena mudança e

praticar com ela. Terá os benefícios para a saúde da mudança e a satisfação que advém da manutenção de um novo hábito. Isso significa um aumento da saúde mental e física em uma única ação.

 

Aqui estão algumas sugestões. Comece a utilizar as escadas todos os dias no trabalho, trazer um almoço planejado de casa, comer fruta todas as manhãs, ou certificar-se de beber água suficiente. Pode também considerar cortar alguns hábitos menos saudáveis, como beber refrigerante ou fumar.

Passar tempo ao ar livre

Passar tempo ao ar livre tem benefícios comprovados para a saúde mental. Os terapeutas sugerem frequentemente que os pacientes de meia idade façam uma caminhada ao ar livre pelo menos algumas vezes por semana.

 

Um passeio pelo seu bairro pode ser uma ótima forma de tomar um ar fresco e bombear o seu sangue, mas não tem de parar por aí. Se quiser ir mais longe, considere passar o dia caminhando nas trilhas de um parque local. Pode trazer um amigo para te dar motivação, ou usar o tempo na trilha para limpar a sua mente.

 

Claro que não tem que caminhar apenas para obter os benefícios das grandes caminhadas ao ar livre. Navegar de barco, nadar, acampar, ou simplesmente relaxar num dia agradável, tudo pode estimular o seu estado de espírito.

Considere a terapia 

Pode-se pensar na terapia como sendo apenas para momentos de angústia, trauma, ou crise, mas não é esse o caso. A terapia é também um grande instrumento para tempos de transição. A meia-idade pode ser um ótimo momento para falar com um terapeuta.

 

Um terapeuta pode ajudá-lo a resolver sentimentos sobre acontecimentos passados, gerir o seu estresse atual, e planejar o seu futuro.

 

Além disso, se a meia-idade trouxe grandes mudanças como o divórcio, dificuldades matrimoniais, ou morte, ou se causou reflexões significativas sobre o seu passado, um terapeuta pode guiá-lo através dos seus pensamentos e sentimentos.